sexta-feira, 31 de julho de 2009

Escada Rolante

E aí povo.
Mais uma história curta, porém surpreendente.

Então: as férias que tirei do mundo estão quase no fim (apesar da minha amiga gripe suína estar ajudando a esticar-las), e estava lá eu passeando com minha namorada no Itaipu Multicenter.

Um Shopping que tinha potencial para ser um grande algo, mas que acaba sendo um grande nada. Prometeu um Outback, e trará um Habib's. Trocou um cinema por um Ponto Frio. E cuja a única grande novidade nos últimos 5 anos foi a colocação de uma escada rolante de um sentido só, ligando duas praças de alimentação absolutamente sub-utilizadas.

Pois bem, lá estava eu, passeando no Shopping deserto, quando subo uma dessas escadas rolantes, subindo atrás da minha namorada.

Como todo bom namorado, resolvi dar um beijo em seu cangote. Porém, ela estava um degrau acima da escada que subia, portanto, resolvi subir um degrau, me posicionando no mesmo degrau que ela.

Má idéia. A escada rolante chegou em seu fim enquanto eu subia, retificando os degraus. Perdi o equilíbrio e tropecei. Tentei agarrar o corrimão, mas ele andou (é uma escada rolante, ou seja, o corrimão anda!).

Nunca tinha caído antes numa escada, nem numa normal. Certa vez, sem querer, empurrei um amigo que rolou um lance inteiro (mas sem se machucar). Mas comigo, nunca tinha ocorrido, no máximo cair de bunda uns dois degraus.

Dessa vez não teve jeito. Rolei a escada rolante.

Comecei a cair, doeu, porque tinha os dentes de metal no final de cada degrau, que arranhavam bastante. Imaginei que o shopping todo estaria me olhando, e que eventualmente eu derrubaria alguém, levando essa pessoa até o final da escada comigo, ou tendo essa pessoa para parar a minha queda.

Azar: O shopping estava bem vazio, não tinha ninguém atrás de mim.

Depois de uns 15 segundos rolando, percebi que tinha alguma coisa errada: Aquilo estava durando muito mais tempo do que devia durar.

Foi quando, para meu horror, percebi o que ocorria: enquanto eu rolava escada abaixo, ela ficava subindo, causando um ciclo que supûs que não fosse acabar nunca!

Pensei: Ora, logo alguém virá e vai desligar a escada. Mas me lembrei que não há um só segurança no shopping.

Bem, não precisei me preocupar muito. No final das contas, a aceleração da gravidade acabou vencendo a velocidade da escada de subida. Uns 10 segundos depois e cheguei no começo da escada, onde ela fica reta. Ela começou a subir. Bem doído, e com um corte no braço, me levantei no degrau.

Deu tempo de ver uma pequena platéia no pé da escada, de umas 7 pessoas, que deviam ter observado o espetáculo.

Abaixei a cabeça e subi a escada.

No topo, minha namorada correu pra ver se eu estava bem. Quando constatou que não tinha nenhum machucado sério, fingiu que não me conhecia. Descemos pelo elevador, pagamos o estacionamento e viemos para minha casa, tratar do meu braço...

4 comentários:

Karin disse...

nossa, que saga Saad!
depois venha conhecer meu blog e das meninas. Aproveite o final das férias
Bjs

Dayane disse...

Eu fiquei mtu preocupada!
=x

Don Juan aux Enfers disse...

Cara, um dia eu vou escrever um clássico do Death Metal sobre seu acidente.

Anônimo disse...

[url=http://firgonbares.net/][img]http://firgonbares.net/img-add/euro2.jpg[/img][/url]
[b]buy free software, [url=http://firgonbares.net/]wisconsin software discount[/url]
[url=http://firgonbares.net/][/url] www macromedia com software flashplayer 7 & canada software
microsoft office 2003 activation code [url=http://firgonbares.net/]filemaker pro databases[/url] discount adobe software for
[url=http://firgonbares.net/]kaspersky internet security 2009 wrong application na[/url] buy wholesale software
[url=http://firgonbares.net/]free nero 9 upgrade[/url] discount software final
make or buy software [url=http://firgonbares.net/]download kaspersky anti kaspersky[/b]